21 de junho de 2011

Auto-defesa.

"És uma rapariga fria não é? Eu sei. Tu finges que não te importas, fazes-te de forte, bloqueias os teus sentimentos, dizes que não estás nem aí para aquela pessoa que te faz sofrer… Não é? Escreves textos sobre aquele tal amor, e acordas a dizer que não te importas com ele, e que não gostas mais dele. Eu sei… E sei também que houve milhares de motivos para seres assim rapariga, eu sei que já passaste várias noites a chorar por tal motivo, e acordaste a sorrir. Eu sei que és arrogante, grosseira, e finges que não tens um coração…Mas eu sei também, que o tens, e que só o escondes para ele não ter mais feridas do já possui."

17 comentários:

yasmim disse...

obrigada *.*

carina, disse...

lindo :')

carina, disse...

ora essa :))

joana rita disse...

ohh, que simpática :$

Sara disse...

obrigado querida $:

e eu achei este, mais uma vez, lindo *.*

Rafaela Monteiro disse...

É isso mesmo :s

ana disse...

fantástico ana :)
dá notícias *

Diana disse...

adoro adoro <3

ana disse...

sou sempre, não é? :)
oh, tenho precisado de falar contigo, sabes *

Sara disse...

não se iguala a este, mas obrigado *.*

GF disse...

fizeste uma descrição sobre mim! sou tão assim :D

PSRC disse...

gosto do blog. estou a seguir :D

Rita Meireles disse...

lindo, já sigo o blog.

catarina disse...

muito obrigada minha querida (:

Diana Massano disse...

ohh, obrigada (:
espero que te tenha corrido bem o exame de ontem ;)

fcosta disse...

mt bom!

m. disse...

há pessoas a quem nunca vamos enganar .